Jumanji: Bem-vindo à selva | Comédia e ação na mesma proporção

Estreia: 04 de janeiro de 2018

0
1116

Olá Leitores! Jumanji é um filme que me remete diretamente à infância e às horas que passávamos assistindo Sessão da Tarde só pra ver mais uma vez as aventuras de Alan Parish, Peter e sua irmã e os desafios apresentados pelo jogo. Quem não gostaria de jogar Jumanji!?

O filme foi inspirado no livro infantil homônimo, escrito e ilustrado por Chris Von Allsburg e que encantou jovens por todo o mundo.

Foi então que, após 22 anos do primeiro filme, tivemos a notícia de que seria lançada sua continuação. E veio o receio. Mas será que depois de tanto tempo conseguiriam fazer uma continuação capaz de nos fazer amar tanto quanto amamos o primeiro? E a resposta, meus caros leitores, vocês conferem a seguir.

Ficha técnica:

Título Original: Jumanji:Welcome to the jungle

Distribuidora: Sony Pictures

Direção: Jake Kasdan

Roteiro: Chris McKenna, Erik Sommers, Jeff Pinkner, Scott Rosenberg.

Elenco: Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart, Karen Gillan, Nick Jonas, Bobby Cannavale, Alex Wolf, Madison Iseman, Ser’darius Blain, Morgan Turner, Rhys Darby, TiM Matheson.

Estreia: 04 de janeiro de 2018

Nota:5/5

O filme conta a história de quatro adolescentes, forçados a limpar um porão, descobrem uma versão eletrônica de Jumanji, um videogame de aventura inspirado no antigo jogo de tabuleiro. Após escolherem avatares, o grupo é inesperadamente transportado para dentro do universo do jogo.

Os quatro adolescentes quando transportados para dentro do jogo passam a ser interpretados pelos atores Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart e Karen Gillan. A forma como os atores adultos interpretam os adolescentes a fim de que o espectador compreenda que os adolescentes estão naqueles avatares é sensacional. Jack Black mais uma vez deu um show ao representar uma adolescente metida e cheia de frescuras que o escolheu sem querer como seu avatar e arrancou muitos risos. The Rock, um homem daquele tamanho cheio de músculos, dando gritinhos ao ver um esquilo é impagável.

O filme é permeado por ações de ação de tirar o fôlego e comédia de arrancar gargalhadas.

Cabe lembrar que o filme não é um remake do original lançando em 1995, mas uma continuação. Além disso, não vi com maus olhos o fato de o jogo de tabuleiro ter sido convertido em um jogo de vídeo game. A mudança foi bem construída. O jogo nem é tão avançado assim, já que data de 1996.

Assim como no primeiro filme, é necessário chegar ao final do jogo, dizer “Jumanji” para que possam voltar à vida real. Cada avatar recebe 3 vidas (marcadas em formas de tatuagens nos punhos dos avatares e que desaparecem à medida que se perde uma vida), missões, fases, até chegar ao objetivo final. Legal também é o quadro que aparece com os pontos fortes e fracos de cada avatar, que, coincidentemente, são totalmente opostos aos pontos fortes e fracos dos adolescentes na “vida real” deles.

O vilão não é uma figura marcante, mas só os desafios que eles enfrentam para salvar Jumanji e sair do jogo já compensa todo o resto.

Assistam ao trailer!

COMENTAR