Resenha: Mil beijos de garoto – Tillie Cole

6
671

Olá leitores do Sobre Livros! Como estão? Sim, sou eu, a colunista de livros adaptados para o cinema deste amado blog necessitando desesperadamente dividir minha última “experiência literária” com vocês.

Ouvi falar pela primeira vez desse livro por meio de uma amiga que leu, surtou, chorou até o rosto inchar e a água do corpo secar e me deixou completamente desesperada pra ler. A minha curiosidade foi saciada quando esta mesma amiga me deu o livro de presente de aniversário e tive de ler imediatamente. (Obrigada, Luciana Mara!)

Depois de muitas lágrimas e de um domingo inteiro para digerir os acontecimentos precisei vir aqui contar pra vocês o que achei de “Mil beijos de garotos”, da editora Planeta, livro de estreia new adult de Tillie Cole.

De um lado temos Rune Kristinansen,  que no início do livro é apenas um garotinho norueguês que foi obrigado a deixar toda sua vida para trás, aos cinco anos de idade, e ir para Blossom Grove, Geórgia, jurando para si mesmo que aquele jamais seria o seu país. A decisão dura apenas alguns minutos, quando ele vê pulando da janela da casa vizinha uma menina com um vestido azul brilhante, um laço branco (que a acompanha por toda a estória) e toda suja de terra. Ela se aproxima de Rune, aperta sua mão, como um sinal de educação que sua avó lhe ensinara e diz que a partir de então eles devem ser amigos, melhores amigos, para sempre e sempre. Ao olhar para ela, ele decide que, sim, aquela poderia ser sua nova pátria.

De outro lado temos, então, Poppy, no início também com cinco anos. Amante do nascer do sol, da cerejeira que ocupa o “bosque florido” no fim da rua, e completamente apaixonada por uma aventura, ela tem dois amores na vida: sua avó, que vive em sua casa desde que o avô de Poppy falecera; e Rune Kristiansen.

Aos 07 anos, Poppy passa por um momento muito triste em sua vida. Sua avó está à beira da morte, acometida por um câncer de pulmão. Em seus últimos momentos ela diz à neta que os melhores momentos de sua vida foram quando foi beijada por seu marido, avô de Poppy, ao longo de sua vida. Então, designa uma nova aventura a ser vivida por Poppy. Para que ela possa também se lembrar de dos beijos especiais que receber de sua alma gêmea e contar futuramente aos netos, ela lhe deixou um pote de vidro cheio de corações rosa em branco para que pudesse anotar os beijos.

E ela não tem dúvidas de quem será o responsável por todos aqueles (e até mais) beijos de preencher o coração.

Anos se passam e, aos quinze anos Rune e Poppy são obrigados a se separar repentinamente, quando a família Kristiansen precisa voltar às pressas para Oslo, Noruega, por causa do emprego do pai de Rune. Não seria pra sempre. Eles poderiam conversar todos os dias pela internet.

O primeiro ano transcorre de forma normal, na medida do possível, apenas com a saudade e a distância impedindo-os de serem mais felizes. Até que, de repente, Poppy desaparece, sem qualquer explicação, da vida de Rune. A separação forçada o muda totalmente. Dois anos após a separação ele está de volta, todo “bad boy”, cheio de raiva e com pouca fala e, sobretudo, determinado a descobrir o que aconteceu para Poppy o abandonar.

Não tenho palavras para explicar o quanto amei e, claro, o tanto que chorei com esse livro. Tão injusto e ao mesmo tempo tão lindo! A escrita da autora também me surpreendeu. Toda dor, alegria, raiva, amor, todo sentimento é tão bem descrito que é quase palpável. Não tem como não sentir aquilo que a autora te propõe. E a capa, tão fofa!

As amigas de Poppy também merecem destaque. Queria todas como amigas.

Um livro sobretudo sobre o amor e a razão de duas pessoas se encontrarem independentemente da idade, sobre o valor da amizade, sobre escolhas e sobre a união de uma família, creio que até com uma pegada espírita.

Para quem curte livros new adult puxados pro drama vai amar. Inesquecível! Leiam!

6 COMENTÁRIOS

  1. Owwww…
    Fico tão feliz quando as pessoas amam os livros que tb amo <3
    E vc devorou esse msm! Haha…
    Só de ler, já me emocionei de novo. É um livro tão lindo e delicado que a história não sai da cabeça.
    Espero ler mais obras da autora!
    Adorei a resenha! =)
    Bjins

    • Morro de medo tb quando indico ou dou de presente!! Não sei lidar quando a pessoa não curte 🙁 Nem me fala, so de escutar o nome do livro eu já começo a relembrar tudo que aconteceu! É um livro que vou lembrar pra sempre e sempre…
      Que bom que te emocionou e que curtiu a resenha!!Foi delicioso escrever!! Já quero mais hahahaahah
      ^^

    • Pode lerrrr!! Assim que o seu chegar! (E vc terminar Raio de sol! hahaha) Problema vai ser ler um atrás do outro. Acho que não recomendo hahahahahha

COMENTAR