Assassinato no Expresso do Oriente | O livro que “virou” filme

Estreia: 30.11.2017

1
620

Olá leitores do Sobre Livros!

Não via a hora de poder contar pra vocês o que achei da adaptação de Assassinato no Expresso do Oriente! E então, querem saber??

Ficha técnica:

Título original: Murder on the Orient Express

Distribuidora: Fox Film do Brasil

Direção:Kenneth Branagh

Roteiro: Michael Greene

Elenco: kenneth Branagh, Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Josh Gad, Derek Jacobi, Penélope Cruz, Willem Dafoe, Daisy Ridley.

Data de estreia: 30.11.2017

O filme se inicia diferente, mas, na minha opinião, uma alteração necessária. Lembram quando eu disse que não curto filmes feitos apenas para quem leu o livro? Pois é. Nesse filme vi o que gosto em adaptações: cenas que, apesar de estar de uma forma na estória são inseridas no filme em um contexto diferente, a fim de fazer a conexão necessária para quem não leu não se sentir perdido.

Isso é feito, por exemplo, logo na primeira cena em que o Detetive Poirot resolve um crime de forma magistral (como sempre), o que introduz o espectador à fama do personagem (principalmente para quem não leu), bem como a cena que destaca seu “TOC” pelo “equilíbrio” das coisas, a cena dos ovos perfeitos.

E, em seguida, já somos transportados para o início do livro e a estória segue muito semelhante. Que cenário espetacular! Fiquei admirada! As alterações promovidas são mínimas, como o barco que transporta Poirot no inicio do filme e que no livro é um trem, a cena em que ele persegue McQueen e outra em que confronta o Doutor Arbutnoth, que no livro não é médico, é coronel.

O livro foi lançado originalmente em 1934 e já é bem à frente de seu tempo. Contudo, após tantos livros da categoria lançados ao longo das décadas, acho que o livro acabou por ficar um pouco linear e sem grandes emoções (apesar de sim, ter sido uma surpresa descobrir o autor do crime).

O filme não foi diferente. A maior parte da estória e passa com o detetive interrogando os ocupantes do Expresso do Oriente. Assim algumas poucas cenas foram incluídas visando dar um pouco de agitação (não necessariamente ação), mas segue em sua grande parte sem grandes emoções.

Ainda que o livro já tenha tido uma adaptação anterior, lançada em 1974 também com um grande diretor (Sidney Lumet) e elenco (Albert Finney, Ingrid Bergman, Lauren Baccall, Sean Connery, Antony Perkins), a nova adaptação não deixa a desejar, seja na direção (Kenneth Branagh que é também Hercule Poirot no filme), seja no elenco (Michelle Pfeiffer, Johnny Depp, Jude Dench, Daisy Ridley, Willem Dafoe, Penélope Cruz) ou seja na adaptação em si.

Assim como a obra da amada Agatha Christie o filme aborda temas polêmicos como xenofobia, racismo, além de dar uma maior atenção ao alcoolismo, que no livro foi tratado de forma mais leve.

Logo, a adaptação tem a minha aprovação já que alcança tanto o público fã da autora e que acompanha suas obras, quanto aqueles que não leram a estória, sendo que, no caso desses, a pessoa não vai se sentir prejudicada por não ter lido, como ocorre na  maioria dos casos.

Assistam ao trailer!

1 COMENTÁRIO

  1. Achei bem fiel ao livro. Está certo que algumas coisas me incomodaram, como a caracterização do Poirot que é bem diferente nas descrições da autora. Porém isso não estragou. Eu gostei muito da forma que as câmeras foram usadas, mas ainda prefiro a primeira versão de 74 rs.

COMENTAR