A Crônica do Matador do Rei | Por que tanta demora, Patrick? – Interlúdio #1

7
6651

Primeiro, quero deixar claro uma coisa, e é difícil dizer isso sem soar pretensioso: o terceiro livro já está escrito, todos os detalhes já foram podados e todo o bordel está preparado para mais um enxame de nobres. Por que digo isso? Escrever o último livro é sempre fácil, o difícil é escrever o começo e o meio. Todos os escritores e leitores mais ávidos sabem disso.
De qualquer forma, hoje seria mais um dia normal. Eu estaria postando mais uma teoria onde algumas pessoas se interessariam, outras expressariam suas opiniões e outras as descartariam. Todos esses 3 tipos de pessoas estão corretas.

Patrick Rothfuss

Assim como outros diversos leitores, eu li o primeiro e segundo livro algumas vezes e me frustrei muitas vezes procurando por pedaços do quebra-cabeça do universo de Patrick, embora obtive sucesso em algumas partes. Também me pergunto: “por que tanta demora para lançar o terceiro livro, Patrick?” E também criei uma “teoria” para responder a essa pergunta. Aliás, a vida é repleta de teorias. Desde a economia de nosso país, a forma que uma sociedade se comporta até a movimentação de uma dama e a maneira que nosso pai e mãe agem.

Deixei de ler um pouco os livros e fui sondar um território mais inexplorado: grupos de discussão de outros países e teorias postadas por blogs e fóruns. Se tratando do universo de Pat, ali achei ouro. É interessante porque a maioria desses outros grupos estão anos luz a frente da gente. As teorias, analogias, metáforas, discussões de muitos desses grupos são, em sua maioria, extremamente bem elaboradas e construtivas.

Mas, existe uma coisa em especial que me fez perceber por que tanta demora para o lançamento do terceiro livro. Simplesmente porque o Patrick se diverte muito, mas muito mesmo, com nossa ousadia e entusiasmo para descobrir mais do seu mundo. Nós, leitores, somos como um filho para ele, que começa rastejando, depois aprende as primeiras palavras e logo mostra os primeiros traços de rebeldia. Cada peça do quebra-cabeça que é montada ele se orgulha de seus leitores e os incentiva a ir mais além. Devemos ser ousados, sim. O preço que pagamos pelo livro deve ser aproveitado até o último centavo. E pensar um pouco nunca fez mal a ninguém.

Eu me lembro de uma passagem do Temor do Sábio, onde o Marionetista ganha súbito interesse por Kvothe. Ele o encara e diz algo assim “Você olha as coisas, pensa, se concentra, mas você não consegue ver nada. Você é Re’lar, mas na verdade não é nem um E’lir. É isso que você tem que ser, um vê-dor. Até porque é isso que E’lir significa.” Ali era o Patrick falando com cada um de nós.

É isso que Patrick quer que sejamos. Vê-dores. Não olhadores. E há diversas teorias que comprovam que as entrelinhas de seus livros contam muito mais do que a própria história. E mesmo o Kote, personagem que está escrevendo sua história para um universo fictício, esse Kote quer que seus leitores naquele universo sejam vê-dores, e não olhadores. Percebe?

Talvez esse seja o motivo para a demora do lançamento do terceiro livro. Muita gente, em todos os cantos do mundo, inclusive eu, pede para o lançamento do terceiro livro, mas antes não quer ser ousada, entusiasmada, ou melhor, um vê-dor. Eu entendo, nem todos nos disponhamos de tempo o suficiente ou simplesmente tem coisas mais importantes para fazer. Eu também tenho minhas obrigações e problemas que o mundão nos traz. Mas, quando eu comecei a estudar mais sobre o Universo do Pat, o comportamento dos leitores e suas teorias rebeldes, entendi que, no fundo, Pat só quer que sejamos mais ousados para também enfrentarmos os problemas da vida e tornarmos o mundo um lugar melhor. Essa é minha interpretação final. Certo ou errado? Não me importo, até porque, uma moeda só tem dois lados, mas a qualquer momento ela pode ser virada.

Extra: O terceiro livro com certeza será o mais complexo e estratégico. Toda a Crônica é um imenso jogo de Tak. Quem estiver esperando por respostas completas, vai se dar mal. Aposto dez talentos inteiros nisso.

#SomostodosE’lir.

***

No exterior a série literária conta com dois volumes publicados e o terceiro, The Doors of Stone ainda não tem previsão de lançamento. No Brasil os dois volumes também já foram publicados pela editora Arqueiro: O Nome do Vento e O Temor do Sábio. Já são mais de 10 milhões de livros vendidos ao redor do mundo.

Vale lembrar ainda que são esperados adaptações cinematográficas e televisivas, além de jogos baseados no mundo ambientado em A Crônica do Matador do Rei.

7 COMENTÁRIOS

  1. Belo texto, principalmente na parte que aborda que os Leitores Gringos estão “Anos Luz” à frente de nós (Creio que tenha se tratado dos Brasileiros). Mas, me desculpe, amigo. A única questão é que tu não possui “Amigos” que abordem tais temas contigo, porém, não deve generalizar.

    E, sobre o Livro. Ele não está “PRONTO”, conforme tu informou. Na verdade, o próprio Patrick informou há algumas semanas que o livro não está pronto. O mesmo foi bem explícito ao informar que, em uma escala de 1 a 5 refente à produção do terceiro livro, ele daria 1,5. Logo, está longe de estar pronto. Há uma grande diferença de o escritor ter a história na cabeça e ter em páginas. Se fosse assim, George R. R. Martin teria terminado sua saga há tempos. 🙂

    Abraços!

  2. No fundo ele é um chato!
    Não existe grandes expectativa no livro e sim já que nem se sabe de fato que o terceiro é a conclusão da obra ou mera especulação que o próprio autor criou. E que me deixa mais chateado é que se diverte e sacanear com os leitores que vão reclama da demora em sua rede social. Ele certamente ganha o dia dele debochando e sedo sínico com tanta gente ansiosa por mais um pouco do matador do rei. Eu mesmo estou curioso pra saber se de fato a mulher do barão é tia dele e o que a maldita arvore disse a ele, saber porque os vilões que mataram os pais dele querem tanto mudar a lenda através de canções usando a garota por quem ele é apaixonado. Nada demais… mas o filho da puta ainda quer se diverte com ansiedade do leitor, imagino que seja uma forna nada natural de se obter um orgasmo. Vamos esperar mais 2 anos para que esse Hipster safado publique a sua obra de uma vez…. Mas no EUA já se falam em boicotá a obra dele….e a editora está pegando pesado com ele também.

    • “Filha da puta” hipster safado” “maldita árvore” bla bla bla.
      Afinal, você é um leitor ou só um pedreiro que caiu de paraquedas aqui? Se liga mano, ninguém merece essa sua falta de educaçã
      o ?

  3. Fico imaginando como ele vai contar o resto, a saída de kvother da Universidade, as consequências de suas ações quando ele evitou que aquele (Não lembro o nome dele, o que era Rei mas não era) cara não fosse morto, o resgate da princesa do rei adormecido (será que ele vai mostrar isso), quem será o rei morto. E por que ele não têm mais poderes. Existe um lacuna de alguns anos do tempo de estudante para o tempo de agora. Também têm o fato dele se considerar responsável pela guerra atual, será verdade? Se sim como? E o chandriano quem é? Por que tanto mistério e medo por causa dele? E a Auri quem será? Tantas perguntas, só espero que Patrick consiga alcançar pelos menos uma parte de todo essa espectativa. Amei o segundo livro mas acho que deixou mas perguntas que resposta pra um segundo livro… sei lá…. Tanto mistérios….

COMENTAR